Total de visualizações de página

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

CAMINHANTE SILENCIOSO

Existe muito conhecimento
E muito pouco sabedoria
O homem esquece seus passos
E vira escravo dos seus conceitos
Orgulha de suas decisões
E  ai asfixia-se com  suas concepções
 
Enquanto humano
Leva-se a insignificância
Atropelado pela própria ignorância
 
Quer ser mestre das palavras
Mas vira escravo de pequenos ruídos
Pensa ser grande
Embaçado pelas vitorias pessoais
Raciocina como um bando de anormais
Medindo-se pelo que tem
Sem saber que neste mesmo trilho
A falta de  humildade
Pode o atropelar como se fora um trem
 
Se reduz
A um pequeno guerreiro assustado
Combatendo em guerras que não são suas
E vira mendigo
Cabisbaixo a vagar pelas ruas
 
       (Orides Siqueira)

Um comentário:

Cristina disse...

Me facsina leerte, son muy sabias tus letras.
Te dejo un fuerte abrazo.