Total de visualizações de página

sábado, 17 de novembro de 2012

PLAY e OFF

Somos únicos
Não somos clonáveis
Mas somos programáveis
 
As vezes sou maquina
Sem pensar
E difícil de programar
 
Ma estou vivo
Sinto, sofro
Me preocupo
E me ocupo
 
E quando estou sorrindo
Estou no Play
Para
Rir chorar e amar
 
Mas
As vezes
Estou em off
Querendo somente calar
 
     (Orides Siqueira)

2 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Pois é amigo Orides, às vezes também estamos em pause.
Um abraço. Tenhas um bom fim de semana.

Cristina disse...

Espero que aún no seamos clonados y algunas veces vienen bien los silencios.
Bellísimas letras, te dejo un fuerte abrazo.
Buen inicio de semana!