Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

  NÃO POETA NÃO

Que poeta
Não, não sou poeta
Sou um louco
Com letras  por traz de um olhar
Alguém que esta sempre em outra coisa a pensar
 
Uma alma que sente busca e ama
E que pacientemente
Espera
A caricia de uma palavra
 
Sou filho e mendigo do amor
Devoto do perfume da flor
Livre e só com meus pensamentos
Um mixto de lúcido e louco por momentos
 
Que tenho no olhar
Quando me perco no horizonte
Será um olhar de paz
Ou sentado só quero dizer
Aqui um louco e sonhador jaz
 
      (Orides Siqueira)

Um comentário:

Cristina disse...

Las letras revelan nuestros sueños... es muy bello leerte.
Te dejo un fuerte abrazo, buen miércoles.