Total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de março de 2010


VOVÓ

Ela não tem idade
Viveu varias mocidade
Passou por vários sonhos
Os dela os teus
O dos filhos
Ou quem sabe os meus
Mas nunca esqueceu
Do maior dom que Deus nos deu
Vida para ela você e eu
Tem sempre muitas amigas
Pessoas novas e antigas
Dona de grande sabedoria
Esta velha senhora parece
Uma pequena guria
Nesta tarde fria
Quero pegar
Quero apertar
Quando nos ensina
Ela é uma professora
Curando dos males
Ela é nossa doutora
Nunca nos diz não
Dona de um grande coração
Ela tem uma calma de jó
Sabe ouvir como ela só
Rodeada de filhos e netos
Ela é dona de todos os afetos
Queremos sempre dela estar perto
Porque somos dela neto
(Orides Siqueira)

Um comentário:

irisaparencias disse...

Saiba caro poeta que nunca pensei em mim desta maneira porém como sou tudo isto que citou, tomo pra mim estas palavras, visto-me de uma bela vovó que sou e tenho a certeza que mais alguns anos minha neta estará recitando esta poesia pra mim, já bem mais cansada e com audição já bem agravada, mas garanto-lhe que minha memória nunca apagada hei de lembrar verso por versos e nossas vozes se confundirão e o vento as levarão aos teus ouvidos atentos reconhecerá palavras por palavras...
Amei!
Íris Pereira