Total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de março de 2010


Dona do meu querer

Quando te vejo
Meu coração dispara
Ataca meus sentimentos
Tranca minha fala
Quero um olhar
Em desespero
Não consigo falar
Vire-se
Olhe para traz
Queria correr
Falta coragem
Falar, nem pensar
Posso desmaiar
De tanto te amar
Fico com nó na garganta
Melhorar não adianta
De onde tiro palavras
Se minha mente para
Coração dispara
Um dia vou te dizer
Tudo que penso
Dona do meu querer
( Orides Siqueira)

Um comentário:

Rosangela Abreu disse...

* Adorável poeta!!! *