Total de visualizações de página

terça-feira, 31 de maio de 2011


GOSTO DO AMOR

Gosto de celebrar a beleza
Embriagar-me na ternura das flores
De entrelaçar estrelas com a visão
De beber com o paladar do coração

Entrar nos limites que não tenho
Em flashes de beleza e sons
Reinar no reino dos bons
Ilusão e fascinação é d”onde venho

Um amor sem fundo nem limites
Como um tigre que assalta o mosteiro
Num renascer febril e ordeiro
Neste sentimento simples e sorrateiro

Entre neste reino de leão gentil
Como foto colorido do melhor perfil
Maravilhas similares, mas estranhas
Como fogo que chamusca a grama

Como o grito a ressoar do falcão
Das rochas como fluxo nu
Em luzes do olhar na emoção
Sem mapa e sem noção

(Orides Siqueira)

2 comentários:

Lucia Raad disse...

Algumas poesias são mais lindas que outras, algumas que se identificam mais com o lado romântico ...
essa mexeu com esse meu lado....!
Obrigada por compartilhar. Bjs.

Rosangela Abreu disse...

Deu show poeta!!