Total de visualizações de página

sexta-feira, 20 de maio de 2011


TER-TE

Eu fico um pouco mais
Existo por ti
Nada serei sem ti
Teu existir em mim é sem fim

Es minha luz, coberta por sonhos
Penso que talvez
Volte a ter-te outra vez
Sem mentira nem mesquinhez

Ainda não sei como pensar
Esta muito forte meu amar
Estou padecendo
E os sonhos desaparecendo

Estive abrindo caminhos
Para uma saída segura
Quero saída triunfal
Não sair com armadura

(Orides Siqueira)

Um comentário:

Reviragita Poesia disse...

Canais de comunicação.

Quem tem net, nunca está sòzinho.
Nunca se pergunta o que fazer?
Sábado.
Geralmente aos sábados visito blogs de amigos.
Quase indispensáveis.
Tantos me surpreendem pela dedicação a arte!
E eu gosto de fazer as coisas com calma.
Seria injusto citar um ou outro.
E cada um de nós tem "trocentas" razões pra divulgar seu trabalho.
Até porque, através dos blogs, muita energia boa.
E seguir os blogs que a gente gosta, é valorizar, enfatizar.
Numa época de tantas dificuldades, ao contrário de ser um
cubículo a telinha do PC, um mundo de descobertas.
E diante de um materialismo desenfreado... isso não tem preço.
Deixamos e tiramos impressões.
Alguns blogueiros conheço pessoalmente.
Outros são meio "invisíveis", virtuais.
Mas todos irradiam possibilidades de nos enriquecermos.
Caneta, harpa, pincel...
Definidos e Indefinidos.
Que todos nós possamos nos estender cada vez mais.
Aqui, meu muito obrigado a todos que visitam e seguem o Reviragita,
que me enviam material para publicações, que me dão carinho.
Estar em sintonia com esse Universo repleto de bons fluídos,
só me traz novas inspirações.

Cecília Fidelli.
www.ceciliafidelli.blogspot.com