Total de visualizações de página

quarta-feira, 20 de abril de 2011


INSISTO E EXISTO

Condução de num verdadeiro prazer
Para min um sopro da vida um lazer
Nesta explosão interna
Com á certeza de que existo

Ficando no espaço como um rastro
Em silencio rodeado de palavras
Buscando o que serei
Vivo entre o que já fui

Um fio me separa do nada
Uma mentira, uma verdade furada
Diferente mas não indiferente
Passeando só pela calçada

Um descomunal sendo delicado
Indiferente de tudo em direção ao nada
Como uma janela com vidraça quebrada
Um cão na sacada que tudo vê e não assiste a nada

(Orides Siqueira )

Um comentário:

. disse...

lindas querido amigo suas poesias.teamodoro muito..bjs da amiga claudia.