Total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de março de 2011


SUPLICA DE AMOR

Para não ser derrotado
Suplico sob todos os seus predicados
Um sorriso a este amante apaixonado
Que sonha com um olhar para seu lado

Insisto em lamentações de vários ritmos
Amantes não conhecem separador
Porque se alimentam da dor do amor
E na fronte de beldades somos meros sofredores

Pássaros a reivindicar novas bicadas
Pintor querendo novas pinceladas
Assim vimos o amor e nossas amadas
Neste desfilar de caricias agraciadas

Não passamos a galope nem blindados
Somos amantes loucamente apaixonados
Implorando baixinho por mais amor
Não,não quero antídoto, prefiro do amor a dor

(Orides Siqueira

2 comentários:

flor de lis disse...

Ameiiiiii palavras deliciosas na vida tudo é feito pelo amorrrr
bjs

Rosangela Abreu disse...

## BELO POEMA POETA!! ##