Total de visualizações de página

terça-feira, 17 de setembro de 2013


     NOSTALGIA

A nostalgia
É um mofo na memória
Uma escura inveja de nós mesmos
Uma droga alucinógena
Ópio da tristeza
 
Uma droga que nos afunda
E nunca alivia
Faz chorar e depois sorrir
E é feita para ferir
É o pretérito perfeito do imperfeito
Que esta do lado esquerdo do peito
  
      (Orides Siqueira)

2 comentários:

Rosangela abreu de arruda disse...

Show poeta!

Orides Siqueira disse...

Obrigado Rosangela Abreu de Arruda a casa é nossa volte sempre dou graças por ter seguidores como você beijo
guria