Total de visualizações de página

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Amigos queridos, foi gratificante quando levantei a cabeça do computador e li o que tinha acabado de escrever gostei e sem nem uma modestia sei que escrevi uma das melhores poesias minhas.

GUERRA

Harmonia
Que emudece
Desafinado ecos e sons
 
Num grunir de lagrimas
Crucificando lamentos
Dilatando silêncios
E envenando o ar
 
Fazendo
Que o uno
Seja nem um

Entre
Corpos que tremem
Ante a bifurcage
Dos anseios
 
Fazendo
Mofar as ânsias
Para  insultar a paz
 
     (Orides Siqueira)

2 comentários: