Total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

LAGRIMA ORFÃ

Lagrima órfã
Cai do coração
Como uma gota tenaz
Que deixa marcas na pedra
 
Vagueia
Como
Quem quer abrir um buraco no universo
Com tempestades
Sem nem uma piedade

E se esconde
Atrás do rosto
Abaixo das palavras
      
      (Orides Siqueira) 

2 comentários:

Rosangela abreu de arruda disse...

Sensacional poeta!

Orides Siqueira disse...

Obrigadissímo pela presença Rosangela Abreu de Arruda, bjs guria