Total de visualizações de página

terça-feira, 23 de abril de 2013

SUSSURRANDO CARICIAS

As vezes vejo o rosto do silencio
Nesta saudade
Desenhada por lembranças
Vestida por multicores
Para esquecer as crises da sombra
 
Quero construir em teu corpo
Cem paraddas em uma moradia
Para beijar a penumbra
Com lábios de esperança
E suspirar caricias
 
Meu silencio caminha a escuras
No teu corpo iluminado
Deixando a marca do rastro
Ao cair da noite beijando o travesseiro
 
Vozes misturadas com beijos
Com caricias em silencio
Reinventando prazeres
Com sussurros
Que falam de nós
  
     (Orides Siqueira)

Um comentário:

Rosangela Abreu disse...

## SENSACIONAL POETA! ##