Total de visualizações de página

domingo, 29 de julho de 2012


 

   DOGMAS E  ENIGMAS

 

Perfume

Que perfura

A alma

Neste grande furor

Que acalma

Timidez que te implora  

Toca-te sem tocar-te

 

Transforma-te em tinta

Ou  

Em simples papel

Um homem

Uma mulher

 

Tu és o que desejas ser

Desatas teus medos

Vulgariza teus segredos

Entre palavras sem voz

 

Dogmas e enigmas

Um grito surdo

Entre nós

Gestos que viram voz

Neste caminhar sem pés

  

       (Orides Siqueira)

Um comentário:

Jaqueline Cristina disse...

Dogmas e enigmas existem em nossa vida, como o poeta disse somos o que desejamos.
Lindo!

Gosto de retribuir, obrigada pela pousada.
Bjoks