Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de maio de 2013

      QUERO IR PRO SEIVAL

Eu queria ir morar Na minha terra
Porque pra lá ninguém vai
E de lá ninguém vem
Lá não tem ônibus
Também não passa trem
 
A estrada é só pó
Não existe fechadura
E nos cadeados
A chave é sempre um nó
Supermercado não existe
E venda tem uma só
 
A tranqüilidade
É tão grande que ninguém atura
Não existe policia
Muito menos prefeitura
    
Lá tem
Um processo seguro
Para impedir ladrão
Nada no bolso
Nem na mão
Só algumas moedas
Pra tomar canha
E comprar pão
   
     (Orides Siqueira)

Um comentário: