Total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

     FILHA

Quero ser
O cavalheiro armado
A defender tua inocência
Um potro indomável
Que te deixa a descendência
 
Deixa-me ser
O fantasma que adoça teu coração
O mesmo que te cuida na janela
Quando deixas aberta
Nas noites de verão
E te nana com uma bela canção
 
Posso ser o Duende
Que te afasta das intrigas
Ou a espada que é colocada na tua mão
Quando estas brava e queres briga
 
O centauro que te guia
Para atravessares o labirinto
O exercito que segue tuas trilhas
Para proteger-te das mentiras
E deixa o perfume do absinto
 
Deixa-me ser
o mago, a teus sonhos colorir
Ou o bruxo que te prepara poções do amor
O jardineiro desta linda flor
 
     (Orides Siqueira)

Um comentário:

Cristina disse...

Hermosos deseos, bellísimas letras!
Te dejo un fuerte abrazo, buen fin de semana!
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨★
¨¨¨¨¨¨¨¨¨**
¨¨¨¨¨¨¨¨¨*o*
¨¨¨¨¨¨¨¨*♥*o*
¨¨¨¨¨¨**o**♥*o*
¨¨¨¨¨**♥**o**o**
¨¨¨¨**o**♥***♥*o* “
¨¨¨*****♥*o**o****
¨¨**♥**o*****o**♥**
¨******o*****♥**o***
****o***♥**o***o***♥ *
¨¨¨¨¨____!_!____
¨¨¨¨¨\_________/¨¨¨@