Total de visualizações de página

segunda-feira, 26 de março de 2012


NEM CORSARIO
NEM ROSARIO

Só deixa rastros
Quem caminha o hoje em seus próprios lastros
Lastros são flores em botão
Irrigados com amor do nosso coração

A existência só se torna bela
Se pintarmos com amor nossa tela
De uma forma simples e desinteressada
Para podermos colher flores em nossa estrada

Viva fazendo o necessário
Sem precisa tornar sua vida um rosário
Mas você não pode ser seu próprio corsário
O tempo não volta a traz, mas a nossa felicidade a gente é que faz

Você pode errar sem receio
Afinal você não vai ser o único certo neste meio
Respeitamos os outros e as divergências
Mas não vivamos de aparência, ame tenha paciência

(Orides Siqueira)

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia poeta querido!
Obrigada por colaborar com a minha felicidade lendo seus escritos...rs

Beijo na Alma*
Derez

Blog Lucia Barros disse...

Amei,maravilhosos seus poemas Orides