Total de visualizações de página

domingo, 11 de março de 2012



É LAMENTAVEL


A morte é o único objetivo dos bárbaros
E se salvar virou uma perigosa profissão

As epidemias viraram maquinas eleitorais
Que pagamos com a dor

Nossas asas são quebradas
A língua é censurada
O sexo é condicionado
E o olhar por eles direcionado

Nós resta dizer

Que pode saber o rio da margem
Se só a conhece de passagem

(Orides Siqueira)

10 comentários:

Anônimo disse...

querido poeta

este poema nós faz refletir e muito já que estamos em época eleitoral e é verdade eu me sinto igual a este homem dentro deste vidro e com a tampa bem fechada. nunca me deixei corromper, apesar das dificuldades que temos que enfrentar e se não fossem essas máquinas eleitoral que corrompem ou deixam se corromper tudo podia ser bem melhor.

UM ABRAÇO POETA AMO DEMAIS TEUS POEMAS. IZABEL- SOBRADINHO RS

Orides Siqueira disse...

obrigado "IZABEL" como sempre tu muito amavel em teus comentarios que eu agradeço e muito bjs guria !!!

Ivete Briz & Poesias disse...

Oii Nobre Poeta Orides!!Parabéns meu querido,pelo seus primorosos escritos,que escreve lindamente!Gostoh de dar uma passadinha do seu belo e acolhedor cantinhO.

Carinhosamente,

_____________-Ivete Briz^^

Orides Siqueira disse...

Obrigado Ivete Briz, volte sempre bjs !!!

JOSILDA disse...

É lendo suas poesias que sinto fõças para para vencer mas uma etapa de minha vida. PARABÉNS.
um grande abraço.obg.

Orides Siqueira disse...

Obrigado JOSILDA volte sempre guria bjs !!!

CRIS LIMA disse...

oieee poeta ... lindas as suas poesias ... bjsss

Cris Lima

Orides Siqueira disse...

Obrigado pela visita CRIS LIMA volte sempre !!!

Biblioteca Livre disse...

Orides, talvez sejas mesmo um louco, se são loucos os que falam as vezes até bem pouco, mas também é nesse pouco que se encontra o muito da realidade louca que muitos não querem encontrar.
És louco, meu caro! E loucos como você, hoje são raros! Isso é necessário lhe falar.
Em linhas tortas, procurando em curvas as rimas, tento em um comentário um verso a ti dedicar, alguns podem até achar que é besteira, mas tu sabes, caro Orides Siqueira, que pior seria não tentar.

Orides Siqueira disse...

Muito,muito obrigado "BIBLIOTECA LIVRE" sabe que eu nunca quis ser mais que um louco em constante delirio, beijos no seu coração e apareça mais vezes por aqui !!!