Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011


FADA MINHA

Posso ser e fazer tantas coisas
Ter uma mina de diamantes
Manobrar um manada de elefantes
Mas trocaria tudo para ter-te por um instante

Sem ti não tenho o brilho da cor
Nem o perfume acariciante da flor
Me falta da rosa a fragrância
Não tenho do amor a exuberância

Da beleza tu és a madrinha
Uma fada sem varinha
Das princesas a mais bonita
Minha fonte de ilusões infinita

Das harpas és a melodia
Que na estatua de íris refletia
Gotas cristalinas do meu dia
Chama que em min ardia


(Orides Siqueira)

2 comentários:

NARA FREITAS disse...

MEU AMIGO, TEUS POEMAS ENTRAM E FAZEM MORADA NA ALMA. LINDOS E EXPRESSIVOS! PARABÉNS!

Rosangela abreu de arruda disse...

**LINDÍSSIMO POEMA...FAZ CÓCEGAS NA ALMA MEU AMIGO POETA!**