Total de visualizações de página

terça-feira, 21 de setembro de 2010


AMAR E AMAR

Do amor sou este passageiro atento
Como eu quero amar tanto e tanto
Mais quero amar com todo o encanto

Este amor que se vive a cada momento
Que se vive com devoção como um canto
Mas que eu ame para sorrir nada de pranto

Que quando eu estiver longe me procure
Com prazeres sem nada que perturbe
Maximo exigindo que este amor eu jure

Que quando chegue me faça sorrir
Que me confunda fique sem saber onde ir
Se fico vestido ou devo despir

Quero amar cheio de alegria
Abrace-me pegue ocupe meu dia
Destes amores que só tem uma via

Não quero amor de sofrimento
Quero amar em todos os momentos
No carro na relva ao relento

Quero amar de graça
Sentado no banco da praça
Sorrir amar e achar graça

Que ocupe sempre meus pensamentos
Fazendo versos de quimera
Falando de flores de primavera

Quero amor para amar
Para junto este verbo conjugar
Eu quero amar, amar e amar

Amor sem Sul nem Norte
Coração batendo forte
Amar para a vida não para morte

(Orides Siqueira}

Um comentário:

Rosangela Abreu disse...

## E BORA AMAR POETA! LINDÍSSIMO POEMA! ##