Total de visualizações de página

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

CORAÇÃO BALDIO

Só fostes
Um coração baldio
Invadido pelo orgulho
Encoberto em fumaça
Corroído pela inveja
Com adornos de hipocrisia
Transpassado pelo ódio
E órfão de amor
 
Coração
Quando morreres
Compreenderas
Que nunca estivestes vivo
   

       (Orides Siqueira)

2 comentários:

Rosangela abreu de arruda disse...

** Demais poeta!!! **

Orides Siqueira disse...

Obrigado Rosangela de Abreu beijo guria