Total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de abril de 2014

MEU ESCUDO

Minhas estruturas
Rompem-se
Fico vazio 
Uma estranha esperança
Alimenta-se da duvida
E fica inundada de silêncios

Mas de repente
Um pensamento
Imerge
E fere de morte o egoísmo
E cessam todos os afãs

Por que
Só existe uma verdade
Improfanável
E a verdade que habita em mim

(Orides Siqueira)

2 comentários:

Rosangela Abreu disse...

# Perfeito poeta!!! #

Orides Siqueira disse...

Obrigado Rosangela Abreu, brijo guria